100%

Câmara de Vereadores promoveu audiência pública para discutir saneamento básico e tratamento de esgoto.

Câmara de Vereadores promoveu audiência pública para discutir saneamento básico e tratamento de esgoto. Foto: assessoria da Câmara de Vereadores

Aconteceu na noite desta terça-feira, dia 28, a audiência pública promovida pela câmara de vereadores de Barra Velha, através da comissão de justiça e redação para tratar sobre o assunto sobre a situação do Saneamento Básico e da Instalação da Estação de Tratamento de Esgoto.

Após a abertura, o presidente da câmara, vereador Tainha, falou da importância desta discussão, agradecendo a comunidade presente que, manifesta participando efetivamente deste importante debate, a preocupação do tema no município. Em seguida, o presidente Tainha passou a palavra ao presidente da comissão de justiça e redação, vereador Thiago Pinheiro que conduziu toda a audiência.

Para as pessoas que estavam presentes na audiência, foi disponibilizado um número de whatsapp para que elas pudessem encaminhar suas dúvidas tanto para a CASAN, quanto para a agência regularizadora que fiscaliza a aplicação destes recursos, assim como ao prefeito municipal.

Antes de iniciarem as perguntas, cada representante apresentou e colocou em pauta seus principais argumentos voltados as questões do saneamento.

Representando a CASAN, o engenheiro sanitarista e superintendente, Sr. Rangel Barbosa e o gerente de projetos da companhia Carlos Bavaresco, fizeram o uso da palavra e  apresentaram os gráficos onde continham os investimentos aplicados no município.

O presidente do conselho municipal de saneamento do município, Cleber de Souza,  falou sobre a discussão da audiência, alertando para importantes impactos futuros, caso nada seja feito, em especial ao tratamento de esgoto.

O prefeito Valter Zimmermann ao fazer uso da palavra, defendeu a falta destes repasses de investimentos para o município, afirmando que a CASAN é insuficiente.

Por sua vez, a ARIS – agência reguladora intermunicipal de saneamento, representada pelo diretor de regulação, Antoninho Baldisseia, também apresentou a  atuação da agência que, com responsabilidade, fiscaliza os recursos e investimentos pautados no contrato da CASAN.

Após as devidas apresentações, foi aberto o espaço para leitura das perguntas enviadas via aplicativo aos responsáveis por cada setor. Neste processo, a audiência permaneceu na discussão até as 22h com perguntas e respostas com a participação da comunidade e representantes da sociedade organizada.

Todos os vereadores tiveram a oportunidade de questionar, apresentando as principais reivindicações da população, em especial ao contrato renovado com a CASAN, cujo investimento ao longo do período, até a presente data, poucos recursos foram aplicados de fato. A Avenida Simas foi um dos exemplos citados, pois se encontra até a presente data sem a finalização da obra, iniciada pela companhia. 

No final da audiência, o presidente da comissão de justiça e redação, vereador Thiago Pinheiro, propôs a CASAN e a prefeitura uma nova reunião em trinta dias. A CASAN para apresentar de fato, quais serão os prazos e investimentos e a prefeitura se irá reivindicar via ministério público, estes recursos  para o município.

Protocolos desta Publicação:Criado em: 29/05/2019 - 13:00:56 por: Cristiano André Zonta - Alterado em: 29/05/2019 - 13:00:56 por: Cristiano André Zonta

Notícias