100%

O executivo deve ouvir mais a comunidade e os vereadores.

O executivo deve ouvir mais a comunidade e os vereadores. Foto Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores

Na sessão ordinária do dia 19 de fevereiro, o vereador Juliano Bernardes (MDB) também se posicionou em relação aos alagamentos no município em decorrência das fortes chuvas. O parlamentar concordou com a decisão do presidente em trancar todas as pautas afirmando ser um ato de coragem e uma resposta da casa de leis para a comunidade.

Quanto a atuação da Defesa Civil, o vereador lembrou da qualidade técnica do profissional que atua como coordenador no município. Chamou a atenção do governo  que convocou o grupo de respostas e ações coordenadas somente no momento de crise.

Segundo o vereador, no dia 25 de setembro de 2018 foi assinado o decreto que cria e nomeia um grupo de respostas e ações coordenadas.  As ações deste grupo devem ser executadas todos os meses, promovendo reuniões periódicas para que as pessoas percebam que o trabalho da Defesa Civil não se limita apenas nas situações que presenciamos  no fim de semana. A Defesa Civil se quer possui um veículo, lembrou.

Com o mesmo empenho que as secretarias trabalharam criando esta unidade, algo bonito de se ver,  espero que com este mesmo empenho, as ações sejam executadas com a finalidade de prevenir, disse ele.

O vereador disse que continuará  cobrando a reunião da prefeitura com a comunidade da Itajuba para que se tenha um entendimento sobre a nova construção do mercado atacadista naquele bairro. Não podemos permitir que a mesma situação se repita por lá, sabedores do que aconteceu com os moradores vizinhos do mesmo empreendimento no bairro São Cristóvão.  A comunidade aguarda uma pronta resposta da prefeitura. Eu sou a favor do desenvolvimento. Que venham mais supermercados, empreendimentos, investidores para que a cidade possa progredir, mas com responsabilidade e compromisso. 

O professor Juliano ao citar o estado de emergência decretado pelo prefeito, lembrou que recursos serão encaminhados ao município a partir da homologação e quer acreditar que estes mesmos recursos possam ser aplicados onde de fato necessite. Nós que somos de Barra Velha, sabemos o que aconteceu com o dinheiro da Defesa Civil em anos anteriores, alertou.

Quanto ao cancelamento do carnaval, o vereador afirma que é totalmente a favor da decisão, mas sobretudo, que a prefeitura faça uma prestação de contas à comunidade indicando onde esses mesmos recursos  do carnaval  serão aplicados.

O professor Juliano finalizou seu discurso na tribuna afirmando que a comunidade e os vereadores não representam nada para a prefeitura, infelizmente.  Da maneira como eles estão agindo ninguém mais aceita. É lamentável afirmar que a cidade está nesta situação.

Protocolos desta Publicação:Criado em: 27/02/2019 - 18:00:51 por: Cristiano André Zonta - Alterado em: 27/02/2019 - 18:09:00 por: Cristiano André Zonta

Notícias

Segunda sessão mensal da Câmara Mirim.
Segunda sessão mensal da Câmara Mirim.

Aconteceu na terça-feira, dia 23 de abril, a segunda sessão da Câmara Mirim dos Vereadores Mirins às 15h no plenário Getúlio Bittencourt na Câmara de Vereadores de Barra Velha.

Nota de Pesar
Nota de Pesar

O Presidente da Câmara de Vereadores de Barra Velha, vereador Eduardo Peres - o Tainha, em nome de todos os vereadores e funcionários, manifesta com profundo pesar, o falecimento do ex-prefeito do município de Barra Velha, Sr. Samir Mattar ocorrido na tarde desta quarta-feira, 1º de maio de 2019.