100%

Vereadores tratam sobre vale refeição aos servidores da secretaria de Obras

Os vereadores Nando (PP) e Thiago Pinheiro (PSB) visitaram nesta quinta-feira, 17, a pedreira municipal, em Itajuba, onde os servidores da secretaria de obras se reúnem diariamente para almoçar. A pauta do encontro foi o pagamento do vale refeição aos servidores, que é estabelecido em lei desde 2015, mas que só beneficia aqueles que estejam há mais de 10km do centro. Isso impede que a maioria receba o pagamento.

A prefeitura já recorreu a opção de marmitas, mas não deu certo. Agora é servido um almoço na própria instalação da pedreira. Para alguns, a alternativa ainda não é a ideal e pedem o pagamento do vale-alimentação. O benefício está garantido na lei nº 1441, de abril de 2015, e prevê o pagamento de R$12,50 por dia.
 
Segundo o vereador Thiago Pinheiro, o encontro serviu para ouvir os trabalhadores sobre qual é a melhor opção. O tema já foi abordado na tribuna por Thiago, que se colocou favorável a alterar a lei. “Esta é mais uma das leis que são feitas para não funcionar. Na prática esses dez quilômetros vão dar em Piçarras, Araquari ou quando dá dentro de Barra Velha é lá no Rio Novo.”
 
Para Nando, é essencial que a prefeitura chegue em um acordo e ouça mais os servidores para que isso se transforme em boa qualidade do serviço. “Vários municípios da região concedem esse benefício. Se isso vai impactar na folha e a prefeitura não tem condição, então a gestão precisa se adequar.”
 
O presidente do sindicato dos servidores públicos, Josias Coutinho, também participou da reunião para esclarecer os direitos dos funcionários. Uma nova reunião deve ser marcada em breve com um grupo maior de servidores, para que votem na melhor opção. Com isso, vereadores e o sindicato dos servidores deverão cobrar do poder executivo.
 
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
Alan Willian Rosa
 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 18/01/2019 - 16:04:00 por: Alan Willian - Alterado em: 18/01/2019 - 16:04:00 por: Alan Willian

Notícias

Revisão biométrica obrigatória.
Revisão biométrica obrigatória.

O eleitor que não fizer a revisão biométrica terá o título de eleitor cancelado e poderá ter o CPF suspenso pela Receita Federal. Prazo vai até o próximo dia 28 de junho de 2019.

Sessões da Câmara Mirim iniciam amanhã
Sessões da Câmara Mirim iniciam amanhã

Eles foram eleitos no final do ano passado através das eleições escolares e agora assumirão o mandato de um ano. O projeto chega a sua 5ª legislatura com o objetivo de ensinar princípios básicos da política para jovens alunos.