100%

Academia lança livro, consagra patrono Acácio Borba Coelho e se posiciona sobre demolição

■ Uma noite de celebração da cultura e também de consciência crítica sobre a história e o patrimônio de Barra Velha marcaram a solenidade de lançamento do primeiro livro da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina (ALBSC) – Seccional de Barra Velha, no sábado, dia 24 de fevereiro, no Plenário Getúlio Bittencourt, da Câmara de Vereadores, na presença do vereador, professor e historiador Juliano Bernardes, um dos imortais da Academia.

■ O livro “Nossas Palavras”, antologia composta por 12 imortais, foi lançado na presença da escritora Apolônia Gastaldi, da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina, e também de escritores de várias cidades do Estado, como Rio Negrinho, Jaraguá do Sul, Blumenau, São Francisco do Sul, Ibirama, Agronômica e até de União da Vitória, no Paraná, entre outras cidades.

■ O primeiro ano da Academia, fundada em 2017 pela escritora Leila Petry, atual presidente, também marcou a posse de seis novas acadêmicas: Rosiana Stopa, Dilcicleia Gonçalves, Sidinéia Radsikoski, Vivian Schmidt, Silvana Beeck Stival, Selma Soares e Ruth Bernardes, que se somam agora aos 12 imortais já integrantes, e houve outros dois momentos importantes: a posse da Academia Mirim de Letras e a oficialização do saudoso historiador e professor Acácio Gasino Borba Coelho como patrono da ALBSC – Seccional Barra Velha.

■ No discurso sobre a organização do primeiro livro, a historiadora, mestre em Patrimônio Histórico e professora Angelita Borba de Souza, de Barra Velha, aproveitou para ressaltar que uma Academia de Letras também deve ter um aspecto crítico em relação à cidade de seus escritores, e lamentou a demolição da casa quase centenária da Família Borba, localizada ao lado da Igreja Matriz Divino Espírito Santo, ocorrida também no sábado, dia 24.

■ Angelita citou autores e pesquisadores da área de Patrimônio Cultural, para dizer que a cidade não poderia ficar sem um imóvel como aquele, construído em 1921, e cobrando que antes que novas ações como demolições sejam definidas pelos segmentos interessados, haja debate com a sociedade, para que novos imóveis históricos não se percam.

■ Também discursou a secretária de Educação de Barra Velha, Rosemary da Silva dos Santos, enaltecendo a felicidade de ver a cidade crescendo na cultura e na literatura; e os resultados atingidos pela Academia já no primeiro ano de atividades. Leila Petry, a presidenta, agradeceu o empenho e apoio dos imortais no primeiro ano de atividades, além de dar as boas vindas às novas acadêmicas.

■ A OBRA

■ O livro “Nossas Palavras”, da Editora odorizzi, tem padrão gráfico desenvolvido pelo jornalista Juvan de Souza Neto, a partir dos textos de Leila Cristina Petry, Lindamir de Aguiar Barros, Antonina Damásio Ramos, Angelita Borba de Souza, Adeneri Nogueira de Borba, Cacá Fagundes, Sani Salete Pimentel Baum, Mariza Travasso, Enoí Martini Dilly, Maria Helena Flecher Ribeiro e Simoni Cristina Asquino, além do vereador, escritor, historiador e professor Juliano Bernardes,

■ Em 70 páginas e com tiragem de 400 exemplares, a primeira obra da ALBSC – Seccional Barra Velha tem apresentação da escritora Apolônia Gastaldi, e apresentação da educadora barra-velhense Antonina Damásio Ramos. Traz poemas, contos, crônicas e artigos importantes, assinados pelos 12 autores. Cacá Fagundes, por exemplo, fala sobre o aspecto de democratização da praia; Leila Petry, atual presidenta da academia, oferece versos familiares, e Lindamir Barros assina um bem-humorado conto sobre quatro mulheres.

■ Já o professor Juliano Bernardes relembra tradições ligadas à Festa do Divino Espírito Santo, e Enoy Dilly desafia o leitor a conhecer a história de “Márcia, a Cadeirante”. Outro destaque é uma homenagem à compositora Debora de Pádua Julio, autora do Hino de Barra Velha – o livro traz num apêndice a letra do Hino Municipal, em deferência à sua autora, e fotografia turística da pesca artesanal de Barra Velha relacionada à literatura, assinada por André Ignácio.


Câmara de Vereadores ■ Assessoria de Comunicação
Fone (47) 99921.4527 ou 3446.7800, ramal 808
Texto: Juvan Neto – Jornalista SC 01359 JP
Informação Pública 023/2018

Notícias