100%

Berlin diz que administração pública é “amadora” e carece de gestão técnica em Barra Velha

Em tom de desabafo, o vereador Marciel Berlin (PSB) fez um contundente discurso no dia 5 de abril, durante sua fala na sessão da Câmara de Vereadores de Barra Velha, cobrando o fim do amadorismo e da falta de conhecimento técnico na administração pública local.

No mesmo momento em que defendeu a continuidade na Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) na cidade, Marciel destacou que acompanha o serviço público há 23 anos – já que é servidor de carreira da Prefeitura – e sente a falta de gestão no comando da máquina pública.

“O que posso dizer é que faltam planejamento e gestão técnica nos últimos 23 anos”, detalhou Marciel. “Nossos gestores se tornam verdadeiros ‘bombeiros organizacionais’, apagando incêndios a toda hora, mas esquecendo que administração deve ser executada a partir de projetos, de planejamento”, observou o vereador.

Berlin ainda criticou o que, segundo ele, demonstra que as contratações por parte da administração municipal estão extrapolando. “Tem gente demais em um lugar, e faltando no outro”, destacou. O vereador defendeu investimento imediato na informatização e interligação entre as secretarias, criação de um setor exclusivo para desenvolvimento de projetos, e lamentou que, segundo ele, a gestão segue “com 80% dos cargos de confiança sem conhecimento técnico”.

“Até agora, o gestor quase nada fez, por isso, temos que sair da condição de gestores amadores”. O parlamentar do PSB ainda criticou a prestação de serviço da Recicle, cobrou o Plano de Saneamento e posicionou-se contra o que chamou de “privatização da água” – a tentativa de tirar a Casan da cidade.

“Privatizar a água é crime. E o contrato desenvolvido em 2013 com a Casan oferece garantias”, observou ele, cobrando a obra do saneamento básico local, e ainda a estação de tratamento de esgoto (ETE) de Itajuba. O vereador sugeriu ainda que seja convocada a Agência Reguladora ARIS para dialogar com a Câmara e Prefeitura, na busca de solucionar o impasse da definição da Casa.

Na opinião do vereador, Barra Velha, mesmo que funde uma autarquia, não teria condições técnicas hoje de tocar o projeto de água e saneamento, além do sistema já existente. “A Casan tem que cumprir o contrato. Se não, estaremos mergulhados num equívoco”, finalizou.

 

 

 

 

Câmara de Vereadores

Assessoria de Comunicação

■ Fone (47) 99921.4527 ou 3446.7800, ramal 808

■ Texto: Juvan Neto – Jornalista SC 01359 JP

■ Informação Pública nº 61/2018

Notícias

Prefeitura desgovernada.
Prefeitura desgovernada.

Vereador falou sobre a falta de responsabilidade e conhecimento do prefeito em administrar Barra Velha.

Moção de Congratulações
Moção de Congratulações

Tenente da Polícia Militar de Barra Velha Ruy Florêncio Teixeira Junior, recebeu na noite desta quinta feira (07), a moção de congratulações nº 18/2017 por proposição do vereador Mauricio Simas, subscrita pelos demais vereadores.