100%

Prof. Juliano cobra da Prefeitura cumprimento da data-base prometida ao funcionalismo

Pela segunda vez no mês de maio, o professor e vereador Juliano Bernardes (MDB) cobrou do Poder Executivo o cumprimento da data-base para que o funcionalismo público barra-velhense tenha a reposição salarial. O professor trouxe à tona novamente o assunto, e mais uma vez lamentou a transferência da data-base de janeiro para maio, além da revogação dos índices para o cálculo da reposição: “Uma conquista adquirida com muita luta, que nos foi retirada. O governo justificou na época que não aceitava ‘gatilho’ para dar conceder reajustes aos servidores, e que sempre honraria com os seus compromissos”, considerou.

“O que vemos agora é que o mês de maio está terminando e até o momento o Poder Executivo não se manifestou”, pontua o professor, que revelou ter questionado o secretário de Administração atual acerca do cumprimento da data-base, e ele afirmou que a administração estaria verificando o assunto. Já outras fontes da Prefeitura garantiram que não haverá reposição salarial neste mês – o que reforçou a preocupação do parlamentar.

“É uma situação bastante preocupante, pois é um direito dos servidores públicos que estão no aguardo. A cobrança está sendo feita. Cabe ao Executivo assegurar o cumprimento desse direito aos servidores, e é necessário que o governo execute a prometida reforma administrativa”, pondera o parlamentar. “Com a folha de pagamento acima do limite, entretanto, ficará difícil para o governo cumprir com às suas obrigações”, destaca Professor Juliano, manifestando preocupação com o inchaço da máquina administrativa.  

Saiba mais

A data-base no mês de janeiro, para todo o funcionalismo, foi uma conquista dos servidores municipais depois de uma inédita e desgastante ocorrida em 2015, que praticamente paralisou toda a Prefeitura, durante o governo anterior. Após essa vitória, entretanto, o governo atual optou por propor a transferência da data-base para maio – proposta que, no Poder Legislativo, teve voto contrário por parte do Professor Juliano.

 

 

 

 

Câmara de Vereadores ■ Assessoria de Comunicação

■ Fone (47) 99921.4527 ou 3446.7800, ramal 808

■ Texto: Juvan Neto – Jornalista SC 01359 JP

■ Informação Pública 070/2018

 

 

Notícias

Revisão biométrica obrigatória.
Revisão biométrica obrigatória.

O eleitor que não fizer a revisão biométrica terá o título de eleitor cancelado e poderá ter o CPF suspenso pela Receita Federal. Prazo vai até o próximo dia 28 de junho de 2019.

Sessões da Câmara Mirim iniciam amanhã
Sessões da Câmara Mirim iniciam amanhã

Eles foram eleitos no final do ano passado através das eleições escolares e agora assumirão o mandato de um ano. O projeto chega a sua 5ª legislatura com o objetivo de ensinar princípios básicos da política para jovens alunos.