100%

Thiago reivindica destinação de recursos para Apae de Barra Velha adquirir sistema PediaSuit

 

O vereador Thiago Pinheiro propôs em plenário, na Câmara de Vereadores de Barra Velha, que parte de eventuais compensações ou tributos devidos pela construtora Rôgga, ao Município de Barra Velha, sejam destinados a um projeto específico da Escola Especial Flávio Quirino Borges (Apae Brilho do Sol), de Barra Velha. Trata-se da aquisição dos equipamentos que integram o “Pedia Suit”, através do qual os pacientes ganham mais qualidade de vida e aumentam seus movimentos seletivos, otimizando o desenvolvimento das atividades funcionais.

Segundo Thiago, para as pessoas com deficiência, essa tecnologia pode representar uma possibilidade de reabilitação, autonomia, qualidade de vida e inclusão social, e é um novo recurso no campo da neurologia visando ganhos motores e funcionais em crianças e adultos com sequelas de lesões neurológicas.

O PediaSuit, de acordo com o projeto desenvolvido na Apae de Barra Velha, é um conjunto de equipamentos (colete, touca, shorts, joelheiras, calçados e um sistema de elásticos ajustáveis, posicionados para reproduzir a musculatura), funcionando como uma estrutura elástica externa, preso a uma gaiola, promovendo melhoria da postura e consequentemente melhora dos movimentos, alinhando o corpo o mais próximo do normal.   

Sua tecnologia veio baseada na descoberta de cientistas e especialistas em medicina espacial do programa espacial russo, que desenvolveram o primeiro “suit”, uma espécie de ação de carga, na tentativa de neutralizar os efeitos nocivos da ausência de gravidade sobre o corpo.

A gaiola serve para treinar a criança, aumentando a capacidade de isolar os movimentos desejados e fortalecer os grupos musculares responsáveis por esse movimento. Permite ganho de amplitude de movimento, ganho de força muscular e flexibilidade das articulações, bem como melhora das competências funcionais.

O método é uma abordagem holística para tratamento de indivíduos com distúrbios neurológicos, como paralisia cerebral, atraso no desenvolvimento, lesões traumáticas cerebrais, autismo e outras condições que afetam as funções motoras e funções cognitivas de uma criança.

Como a maioria dos alunos atendidos pela APAE são de famílias com baixo poder aquisitivo, sentimos a necessidade da implantação deste projeto afim de beneficiar e proporcionar uma melhor qualidade de vida aos nossos alunos e familiares.

 

 

Câmara de Vereadores

Assessoria de Comunicação

■ Fone (47) 99921.4527 ou 3446.7800, ramal 809

Informação Pública nº 116/2018

Notícias

Revisão biométrica obrigatória.
Revisão biométrica obrigatória.

O eleitor que não fizer a revisão biométrica terá o título de eleitor cancelado e poderá ter o CPF suspenso pela Receita Federal. Prazo vai até o próximo dia 28 de junho de 2019.

Sessões da Câmara Mirim iniciam amanhã
Sessões da Câmara Mirim iniciam amanhã

Eles foram eleitos no final do ano passado através das eleições escolares e agora assumirão o mandato de um ano. O projeto chega a sua 5ª legislatura com o objetivo de ensinar princípios básicos da política para jovens alunos.